POR UMA ACCOUNTABILITY SOCIAL NAS LICITAÇÕES E NOS CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

Neuro José ZAMBAM, Salete Oro BOFF, Dionis Janner LEAL

Resumo


RESUMO

Objetivo: Investigar e demonstrar, a partir da Lei n° 14.133, de 01 de abril de 2021, a ideia de uma accountability do tipo social como um recurso atualizado e disponível de controle social das contratações públicas.

Metodologia: A metodologia utilizada nesta pesquisa foi a do método dedutivo; quanto aos meios a pesquisa foi bibliográfica, com uso da doutrina e da legislação; quanto aos fins a pesquisa foi qualitativa.

Resultados: A boa gestão da administração pública dá credibilidade ao gestor, fomenta a participação social, dinamiza as práticas democráticas e o esclarecimento do público. A conjugação da accountability do tipo vertical e do tipo horizontal conectam a ação do Estado, dos governos e das instituições com a população, impactando o seu cotidiano, especialmente a eficácia das políticas públicas. O referencial de análise é Guilhermo O’Donnell e Amartya Sen.

Contribuições: A atuação preventiva por meio de controles internos otimiza o destino dos recursos públicos e qualifica a gestão pública com ferramentas democráticas legitimas e juridicamente consistentes. É essencial a construção de novas formas de fiscalização, controle e a lisura da administração púbica.

Palavras-chave: Accountability; Contratação pública; Controle social; Democracia; Transparência administrativa.

 

 

ABSTRACT

Objective: To investigate and demonstrate, based on Law No. 14,133, of April 1, 2021, the idea of social accountability as an updated and available resource for social control of public contracts.

Methodology: The methodology used in this research was the deductive method; As for the means, the research was bibliographic, using doctrine and legislation; As for the purposes, the research was qualitative.

Results: Good public administration management gives credibility to the manager, encourages social participation, encourages democratic practices and public enlightenment. The combination of vertical and horizontal accountability connects the actions of the State, governments and institutions with the population, impacting their daily lives, especially the effectiveness of public policies. The analysis framework is Guilhermo O’Donnell and Amartya Sen.

Contributions: Preventive action through internal controls optimizes the destination of public resources and qualifies public management with legitimate and legally consistent democratic tools. It is essential to build new forms of supervision, control and fairness in public administration.

Keywords: Accountability; Public Contracts; Social Control; Democracy; Administrative Transparency


Palavras-chave


Accountability; Contratação pública; Controle social; Democracia; Transparência administrativa.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTOUNIAN, Cláudio Sarian; SOUZA, Daniel Luiz de; LAPA, Leonard Renne Guimarães. Gestão e governança pública para resultados: uma visão prática. 2. ed. Belo Horizonte: Fórum, 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). Gestão de Riscos. Disponível em: http://www.abnt.org.br/imprensa/releases/5753-lancada-a-nova-versao-da-norma-iso-31000-gestao-de-riscos. Acesso em: 14 set. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR ISO 31000:2009. Gestão de riscos: princípios e diretrizes. Rio de Janeiro: 2009.

BRASIL. Lei n° 14.133/2021. Lei de Licitações e Contratos Administrativos. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2021/lei/L14133.htm. Acesso em: 13 abr. 2021.

BRASIL. Lei n° 12.527/2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5º , no inciso II do § 3º do art. 37 e no § 2º do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei nº 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm. Acesso em: 13 set. 2020.

BRASIL. Decreto n° 9.203/2017. Dispõe sobre a política de governança da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9203.htm. Acesso em: 12 set. 2020.

BRASIL. Lei n° 8.666/1993. Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8666cons.htm. Acesso em: 13 abr. 2021.

BRASIL. Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão. Instrução normativa n° 05, de 26 de maio de 2017. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/20239255/do1-2017-05-26-instrucao-normativa-n-5-de-26-de-maio-de-2017-20237783. Acesso em: 13 set. 2020.

BRASIL. Controladoria-Geral da União. Instrução normativa conjunta n° 1, de 10 de maio de 2016. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/21519355/do1-2016-05-11-instrucao-normativa-conjunta-n-1-de-10-de-maio-de-2016-21519197. Acesso em: 12 set. 2020.

CASTRO, Rodrigo Pironti Aguirre de; GONÇALVES, Francine Silva Pacheco. Compliance e gestão de riscos nas empresas estatais. Belo Horizonte: Fórum, 2018.

FENILI, Renato. Governança em aquisições públicas: teoria e prática à luz da realidade sociológica. Niterói, RJ: Impetus, 2018.

GIOVANINI, Wagner. Compliance: a excelência na prática. São Paulo: [s.e], 2014.

LEAL, Dionis Janner. Compartilhamento de Dados Pessoais na Administração Pública: Accountability e compliance como instrumentos de controle e gestão. Habitus. Edição do Kindle.

LEAL, Dionis Janner. Accountability no setor público sobre a perspectiva de Amartya Sen: do estado eficiente ao estado de controle e gestão de riscos. In: LUCAS, Doglas Cesar et al. (org.). Direitos Humanos e Democracia em tempos de crise: a proteção jurídica das minorias. Vol. 2, p. 544-558. Porto Alegre, RS: Editora Fi, 2019. Disponível em: https://3c290742-53df-4d6f-b12f-6b135a606bc7.filesusr.com/ugd/48d206_2da4445f97c94b8b9f8074df4630c076.pdf. Acesso em: 08 abr. 2021.

O’DONNELL, Guilhermo A. Dissonâncias: crítica democráticas à democracia. Tradução de Marta Maria Assumpção Rodrigues. Rio de Janeiro: UFRJ, 2017.

SANTANA, Jair Eduardo; CAMARÃO, Tatiana; CHRISPIM, Anna Carla Duarte. Termo de referência: o impacto da especificação do objeto e do termo de referência na eficácia das licitações e contratos. 6. ed. Belo Horizonte: Fórum, 2020.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como liberdade. Tradução de Laura Teixeira Motta. São Paulo: Companhia das letras, 2000.

SEN, Amartya; DRÈZE, Jean. Glória incerta: a Índia e suas contradições. Tradução de Ricardo Doninelli Mendes Laila Coutinho. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

SEN, Amartya; KLIKSBERG, Bernardo. As pessoas em primeiro lugar. A ética do desenvolvimento e os problemas do mundo globalizado. Tradução de Bernardo Ajzemberg e Carlos Eduardo Lins da Silva. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

SILVA, Felipe Bezerra. Considerações a respeito da ABNT NBR ISO 31000:2009 (gestão de riscos) e sua aplicabilidade na Administração Pública direta e indireta. In: PAULA, Marco Aurélio Borges de; CASTRO, Rodrigo Pironti de (coord.). Compliance, gestão de riscos e combate à corrupção: integridade para o desenvolvimento. Belo Horizonte: Fórum, 2018.

STAFFEN, Márcio Ricardo; OLIVIERO, Maurizio. Transparência enquanto pretensão jurídica global. A&C Revista de Direito Administrativo & Constitucional, Belo Horizonte, ano 15, n. 61, jul./set. 2015. Disponível em: http://www.bidforum.com.br/PDI0006.aspx?pdiCntd=238032. Acesso em: 10 abr. 2021.




DOI: http://dx.doi.org/10.26668/revistajur.2316-753X.v4i76.6471

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Jurídica e-ISSN: 2316-753X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.