ICMS ECOLÓGICO: UM DESAFIO À SUSTENTABILIDADE ECONÔMICO AMBIENTAL NO AMAZONAS

Valmir César POZZETTI, Jalil Fraxe CAMPOS

Resumo


RESUMO

O consumo exagerado e uso indiscriminado de recursos ambientais tem alterado a qualidade de vida dos habitantes do planeta terra. É necessário que a humanidade busque alternativas para preservar a vida com qualidade. Assim, na busca de opções, o objetivo desta pesquisa é o de analisar a legislação do ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o de maior representatividade econômica para os Estados e verificar se, através da extrafiscalidade, há possibilidade de utilizar esse imposto para alcançar a sustentabilidade econômica no Amazonas, gerando emprego e renda sem degradar o meio ambiente. A conclusão a que se chegou é a de que o ICMS Ecológico já foi implantado em diversos estados da federação, com êxito, e que para o estado e municípios do Amazonas seria perfeitamente viável legislar a esse respeito; pois a concentração de atividade econômica que se concentra na cidade de Manaus, propiciaria aos municípios do interior o repasse da cota parte do ICMS, recebendo recursos, sem degradar o meio ambiente com atividades econômicas poluidoras. A metodologia utilizada nesta pesquisa foi a do método dedutivo; quanto aos meios a pesquisa foi a bibliográfica, com uso da legislação, doutrina e jurisprudência e, quanto aos fins a pesquisa foi a qualitativa.

PALAVRAS-CHAVE: Extrafiscalidade; Tributação Ambiental; Sustentabilidade.

 

ABSTRACT

The exaggerated and indiscriminate consumption of environmental resources has changed the quality of life of the inhabitants of the planet Earth. It is necessary that mankind seeks alternatives to preserve life with quality. So, in the search for options, the objective of this research is to analyze the legislation of ICMS - Tax on circulation of goods and services, greater representation for the States and verify, through extrafiscalidade, there is possibility of using this tax to achieve economic sustainability in Amazonas, generating employment and income without degrading the environment. The conclusion is that the Ecological ICMS - Tax on circulation of Goods and services -  has been deployed in several States of the Federation, successfully, and that for the State and municipalities of Amazonas would be perfectly feasible to legislate Would this respect; because the concentration of economic activity that focuses on the city of Manaus, would provide the municipalities of the interior the transfer of part of the ICMS quota, getting resources, without without degrading the environment with polluting economic activities. The methodology used in this research was the deductive method; as to the means to research was the use of bibliographic legislation, doctrine and jurisprudence and, as with the research was qualitative.

KEYWORDS: Extrataxation; Environmental Taxation; Sustainability

Referências


ALBUQUERQUE, Fabíola Santos. A Responsabilidade Civil e o Princípio do Poluidor -Pagador. Disponível em www.jus.com.br, agosto/1999, 9 p., consultada em 19 abr 2017

BASTOS, Celso Ribeiro. A Reforma da Constituição. Disponível in www.jus.com.br,/doutrina/refocons, Consultada em 19 abr 2017.

BATISTA, Paulo Nogueira. O Brasil e o Desenvolvimento Sustentável. Disponível inwww.igce.unesp.br, 1994. Consultada em 20 abr 2017.

BENCHIMOL, Samuel. Amazônia – Quatro Visões Milenaristas. Edição Banco da Amazônia – CDU- 86 p., Manaus/AM, 1999.

BENCHIMOL, Samuel. Amazônia: Planetarização e Moratória Ecológica. CERED, Manaus/AM, Editora Valer: 1989.

BRASIL, Constituição da República Federativa do. Congresso Nacional, Brasília, 1988.

BRASIL, Lei de Política Nacional do Meio Ameio Ambiente – lei nº 6.938/81. Congresso Nacional, Brasília: 1981.

BSGI – Associação Brasil SGI. Amazônia no Terceiro Milênio – Atitudes Desejáveis. Anais da Conferência Internacional Sobre a Amazônia, outubro/99, p 41.

CMSMAD, Nosso Futuro Comum, Primeira ministra Gro Harlem Brutland (Noruega), Editora FGV, 1999

CASTRO, Alexandre Barros. Teoria e Prática do Direito Processual Tributário. Editora Saraiva, 2000.

COSTA JR., Paulo José da Costa e Zelmo Denari. Infrações Tributárias e Delitos Fiscais. Editora Saraiva, São Paulo, 1996.

DERANI, Cristiane. Direito Ambiental Econômico. Editora Max Limonad, São Paulo, 1997.

DONAIRE, Denis. Gestão Ambiental na Empresa. Editora Atlas, São Paulo, 1998.

FIORILLO, Celso Antonio Pacheco. O Direito de Antena em Face do Direito Ambiental no Brasil. Editora Afiliada/Saraiva, São Paulo, 2000.

FREITAS, Rômulo de Jesus Dieguez de. Imposto, Uma Perspectiva Ecológica. Disponível in www.apriori.com.br/artigos, 16 p., consultada em 20 abr 2017

FREITAS, Wladimir Passos de. A Nova Lei Penal Ambiental. Disponível in www.trf1.gov.br, consultada em 21 em abr 2017

GOMES, Celeste Leite dos Santos Pereira. Crimes Contra o Meio Ambiente – Responsabilidade e Sanção Penal. Editora Oliveira Mendes, São Paulo, 1998.

IRIGARAY, Carlos Teodoro José Hugueney. Tributo ao Meio Ambiente. Anais do XXV Congresso Nacional dos Procuradores de Estado, outubro/99.

Ö HANS, O Verde é Negócio. Editora Saraiva, São Paulo, 1994.

KINLAW, Denis C. Empresa Competitiva e Ecológica. Editora Makron Books, São Paulo, 1997.

LAMAC, Jacques e Guilherme José P. de Figueiredo. A Inserção do Princípio do Poluidor-Pagador na Avaliação de Áreas Ambientalmente Protegidas. - Anais do XXV Congresso de Procuradores de Estado, out/1999.

LEITE, F. Tornando a proteção da biodiversidade possível: o ICMS Ecológico. 2012. (http://www.conhecerparaconservar.org). Acesso em 20 abr 2017.

LUTZENBERGER, José A,- SMA Federal – Como Melhorar Ecológica e Economicamente a Produção de Álcool- I Encontro Internacional de energia da Cana de Açúcar, Maceió, 1990.

LUTZENBERGER, José A. Reverência pela Vida. Disponível in www.fgais.org.br, consultada em 22 abr 2017.

MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito Ambiental Brasileiro. Editora Malheiros, São Paulo, 2015.

MARQUES, José Roque Nunes. Direito Ambiental – Análise da Exploração Madeireira na Amazônia. Editora LTr, São Paulo, 1999.

MATOS, Maria Hosana Machado e Souza. Fundamentos Jurídicos da Imposição Tributária: Revista Jurídica Amazonense, v. 1, p. 112 - 126, Manaus/AM, 1998.

MESQUITA, Carlos Alberto. Instrumentos Privados e Mistos de Apoio à Conservação dos Recursos Naturais. Revista de Direito Ambiental, n. 15, set/99, p.94 - 102.

MILARÉ, Edis. Sistema Municipal do Meio Ambiente - Sismuna: Instrumentos Legais e Econômicos. Revista de Direito Ambiental n.14, jun/1999. Editora Revista dos Tribunais.

MMA-IBAMA, BRASILIA, Governo Federal. Introdução à Economia do Meio Ambiente. Imprensa Oficial, 1996.

MUKAI, Toshio. Direito Ambiental Sistematizado. Editora Forense Universitária, São Paulo, 1998.

NASCIMENTO NETTO, Agostinho. Princípios Constitucionais e Tributação - www.teiajuridica.com, consultada em 20 abr 2017.

NEGRIN, Olivier. Fiscalite Locale et Protection de l’Environnement. Publication Université de Limoges, 1999.

NIEVES, Fábio. Tributação Ambiental: A Proteção do meio Ambiente Natural. Quartir Latin, São Paulo, 2014.

OLIVEIRA, Antonio Cláudio Mariz de/ Dejalma de Campos. Direito Penal Tributário Contemporâneo. Editora Atlas, São Paulo, 2016.

OLIVEIRA, José Marcos Domingos de. Direito Tributário e Meio Ambiente. São Paulo: Editora Renovar, 2016.

OLIVEIRA JUNIOR, Dario da Silva. Análise Jurídica dos Princípios Tributários da Legalidade, Anterioridade e Capacidade Contributiva. Editora Lúmen Júris, São Paulo, 2000.

ONU. Convenção Internacional para o Meio Ambiente de Estocolmo. Estocolmo/Suécia, 1972.

ONU. Convenção Internacional Rio 92. Rio de Janeiro/Brasil, 1992.

POZZETTI, Valmir César. A Tributação Favorável ao Meio Ambiente no Brasil. Revista EFiscal, nº 143, março;/abril 2003: Manaus/AM: Ed. AFEAM, 2003.p. 33-54 - ISSN 1984-3275l

RAMOS FILHO, Carlos Alberto de Moraes. Meio Ambiente e Poder de Polícia: Aplicação do Princípio do Poluidor-Pagador. Revista da Procuradoria Geral do Estado do Amazonas, ed de 25 anos da PGE, 1983, p. 225 a 241

RAMOS FILHO, Carlos Alberto de Moraes. A Reforma Tributária e o Respeito ao Pacto Federativo. Anais do XXV Congresso de procuradores de Estado, out/1999, p. 157 - 184. Manaus/AM.

RIBAS, Luiz César. Princípios Ambientais. Revista de Direito Ambiental n. 08, dez/97, p. 57 - 65.

ROCHA, Julio César de Sá da. Função Ambiental da Cidade. Editora Juarez de Oliveira; São Paulo: 1999.

ROCHA, Valdir de Oliveira. Determinação do Montante do Tributo. Editora Dialética, São Paulo, 1995.

ROCHA, Julio César de Sá da. Direito Ambiental e Meio Ambiente do Trabalho. Editora LTr. São Paulo, 1997.

SÁ, Elida e CARRERA, Francisco. Planeta Terra – Uma Abordagem de Direito Ambiental Editora Lúmen Júris, São Paulo, 1999.

SCAFF, Fernando. Direito tributário ambiental - Tributação e políticas públicas: O ICMS Ecológico, São Paulo: Malheiros Editores Ltda, 2005.

SILVA, Geraldo Eulálio do Nascimento e. Direito Ambiental Internacional. Editora Biblioteca Universidade Estácio de Sá, Rio de janeiro, 1994.

SOUSA, Rubens Gomes de. Compêndio de Legislação Tributária. Editora Resenha Tributária, São Paulo, ed póstuma, 1975.

SUAREZ, Miriam Liliana Hinostroza. Questões Econômicas e Implicações Ambientais : Visão Introdutória. Revista de Direito Ambiental n. 08, dez/97, p. 85 – 105

WAINER, Ann Helen. Legislação Ambiental Brasileira. Editora Forense. São Paulo, 1999.

WWF, Brasil. ICMS Ecológico: Um Instrumento Econômico para Conservação da Biodiversidade.1999, 42 p.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .