Direito à saúde: limites e potencialidades do acolhimento com classificação de risco

Sandra Mara MACIEL-LIMA, Luciana Ferreira CARABAGIALLE

Resumo


RESUMO

O objetivo do presente artigo é refletir sobre os limites e potencialidades do Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR) em relação à qualidade no atendimento dos serviços de saúde, no âmbito Constituição Federal e da Portaria 1.600 de 7 de julho de 2011 do Ministério da Saúde. Por meio de uma pesquisa descritiva-exploratória que se utiliza da pesquisa bibliográfica conclui-se que o ACCR como estratégia de reorganização e realização da promoção da saúde em rede, tem um potencial reconhecido pelos profissionais. Entretanto, o próprio Ministério da Saúde reconhece alguns limites como sendo pontos críticos deste processo tais como: ampliação do acesso sem sobrecarregar as equipes; ampliar a escuta de forma a considerar a dimensão humana na relação profissional e usuário; trabalho integrado entre médico e equipe visando ao compartilhamento de saberes; e, explicitar e discutir a proposta com a população, profissionais e atores políticos.

PALAVRAS CHAVE: Sistema Único de Saúde; Urgências Médicas; Políticas Públicas de Saúde.

 

ABSTRACT

The aim of this paper is to discuss the limits and potentialities of embracement with risk classification (ACCR) in relation to service quality of health services under the Federal Constitution and the Ordinance of 1600 July 7, 2011 of the Ministry of Health. Through a descriptive-exploratory study that uses the literature concludes that the ACCR as reorganization strategy and implementation of health promotion network, has a potential recognized by professionals. However, the Ministry of Health itself recognizes some limits as critical points of the process such as: expanding access without straining teams, expanding the listening in order to consider the human dimension in the professional and user; integrated work between physicians and staff in order the sharing of knowledge, and explain and discuss the proposal with the public, professional and political actors.

KEYWORD: Health System; Emergency Medical; Public Health Policies

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

Revista Jurídica e-ISSN: 2316-753X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.