Evolução do trabalho portuário brasileiro, a partir da implementação dos novos métodos produtivos, sob enfoque da globalização e do neoliberalismo.

Eduardo Milléo BARACAT, James Bill DANTAS

Resumo


RESUMO

Como diversas outras  atividades econômicas,  o sistema portuário nacional sofreu  influência da globalização e do neoliberalismo. O trabalho portuário avulso,  anteriormente  dirigido  pelos sindicatos profissionais, teve rompido o monopólio na organização e gestão da mão-de-obra pela Lei 8.630/93. Ruptura muito devida  às suas  lideranças arcaicas, que  não observaram  a evidente reestruturação  dos sistemas de trabalho  decorrentes dos novos métodos de movimentação de mercadorias.  O  enfraquecimento da atuação sindical e  a implantação de novas tecnologias no âmbito da atividade portuária, reduzem postos de trabalho e direitos dos trabalhadores.

Palavras – chave:  Trabalho portuário  –  Lei dos portos (8.630/93)  – Globalização –  Neoliberalismo  –  Reestruturação produtiva  –  Crise do Sindicalismo

 

ABSTRACT

Just as other economic activities, the national port system was influenced by globalization and neoliberalism. The temporary dock work, previously run by unions, had broken the monopoly on the organization and management of hand labor by  act  8.630/93.  Break due to their very archaic leaders, who did not observe the obvious reorganization of work from new methods of handling goods the weakening of union action and deployment of new technologies within the port activity, reduce jobs and workers' rights.

Keywords: Portuary labour  –  ACT  8.630/93  - Globalization  - Neoliberalism  - Productive restructuring - CRISIS OF UNIONISM


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

Revista Jurídica e-ISSN: 2316-753X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.