VULNERABILIDADE DE PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA E PANDEMIA DA COVID - 19: ISOLAMENTO SOCIAL OU SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA (AMAZONAS-BRASIL)

Gina Vidal Marcílio POMPEU, Natércia Sampaio SIQUEIRA, Tatiane Campelo da Silva PALHARES

Resumo


Objetivo: o trabalho objetiva refletir sobre a condição de Pessoas em Situação de Rua tendo como pressuposto a política de prevenção disseminada pelos órgãos públicos, especificadamente, a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a efetivação do isolamento social.

Metodologia: destaca-se, na pesquisa, o método quanti-qualitativo, o qual parte de aspectos subjetivos para demonstrar a ênfase em elementos normativos da justiça, haja vista a análise de dados do autor (elaboração própria a partir da estimativa de dados coletados na cidade de Manaus-AM, 2020).

Resultados: No tocante aos resultados, ressalta-se que para a inclusão e garantia do mínimo existencial das Pessoas em Situação de Rua torna-se preciso desenvolver ações coordenadas diariamente e não apenas em momentos emergenciais.

Contribuições: quanto as contribuições, faz-se mister uma intensa articulação social, envolvendo governo e sociedade, com o intuito de enfrentar as questões de Pessoas em Situação de Rua em face da COVID-19. Com isso, tem-se a seguinte problemática: as Pessoas em Situação de Rua são excluídas de políticas públicas ocasionadas pela ausência de sustentabilidade econômica para o isolamento social diante da pandemia da COVID-19?

Palavras-Chave: Pessoas em Situação de Rua; Isolamento Social. COVID-19. Sustentabilidade Econômica.

 

ABSTRACT

Objective: this paper aims to reflect about people who live on the street condition assuming preventive policies disseminated by public entities, specifically, the World Health Organization (WHO) recommendation about the realization of social isolation.

Methodology: the quantitative and qualitative method stands out, since it considers subjective aspects to demonstrate the focus given on law normative elements, as proved by the author data analysis (elaborated by the author considering datas collected in Manaus – AM, 2020).

Results: about the results, they emphasize that it is necessary to develop coordinated actions daily, not only in emergency moments, such as COVID-19 situation, in order to guarantee an existential minumum for people who live on the street.

Contributions: considering the contributions of this study, it is necessary to have an intense social articulation involving the government and the society aiming to face problems related to of people who live on the street during COVID-19. Based on this fact, a question appears: are of people who live on the street excluded from public policies because of the lack of economic sustainability related to social isolation during COVID-19 pandemic?

Keywords: People who live on the street. Social Isolation. COVID-19. Economic Sustainability.


Palavras-chave


Pessoas em Situação de Rua; Isolamento Social; COVID-19; Sustentabilidade Econômica.

Texto completo:

PDF

Referências


AFP. Estacionamento de Las Vegas vira área para proteger sem-teto da Covid-10. Revista ISTOÉ. 2020. [S.l] Disponível em https://istoe.com.br/estacionamento-de-las-vegas-vira-area-para-proteger-sem-teto-da-covid-10/. Acesso em 23, jun. de 2020.

BONAVIDES, Paulo. Ciência política. 10. ed. rev. e atual. São Paulo: Malheiros, 1997.

BRASIL. Decreto n. 7053 de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para população em situação de rua e seu comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento, e dá outras providências. Disponível em: http://www.presidencia.gov.br. Acesso em julho de 2012a.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONOMICA (IPEA). Texto para discussão 2246. Disponível em http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/7289/1/td_2246.pdf. Acesso em 23, jun. de2020.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANA. Fique em casa: o isolamento social e a situação de rua. Disponível em http://www.mppr.mp.br/2020/06/22682,15/Fique-em-casa-o-isolamento-social-e-a-situacao-de-rua.html. Acesso em: 23 jun. 2020.

MORAES, José Roberto de. Prerrogativas processuais da Fazenda Pública. In: SUNDFELD, Carlos Ari; BUENO, Cassio Scarpinella (coord.). Direito processual público: a Fazenda Pública em juízo. São Paulo: Malheiros, 2000.

SAMPAIO, José Adércio Leite; MENDIETA, David; FURBINO, Meire. A declaração Universal dos Direitos Humanos nos espaços digitais: uma necessidade em tempos cibernéticos. Revista Unicuritiba, v. 4, n. 61, Curitiba, 2020.

PEBMED. CORONAVIRUS. Disponível em https://pebmed.com.br/category/coronavirus/.Acesso em 10, abr. de 2020.

PIOVESAN, Flávia. Proteção dos direitos sociais: desafios do iuscommune sul-americano. Revista de estudos Constitucionais, Hermenêutica e teoria do Direito- RECHTD. V.3, n.2/dez.2012. Disponível http://revistas.unisinos.br/index.php/RECHTD. Acesso em: 23 out. 2017.

VASAK, Karel. A 30-year struggle. The sustained efforts to give for of law to the Universal Declaration of human Rights.The Unesco Courier, Paris, 1997.

TRINDADE, Antônio Augusto. “A questão da implementação dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais: Evolução e Tendências Atuais”. Revista brasileira de estudos políticos, 1999.

TRINDADE, Antônio Augusto. Tratado de direito internacional dos direitos humanos. Porto Alegre: Fabris, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.21902/revistajur.2316-753X.v1i63.5140

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Jurídica e-ISSN: 2316-753X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.