NEW BOUNDERIES OF THE PUBLIC AGENTS’ CIVIL RESPONSIBILITY IN THE PANDEMIC CONTEXT CONCERNING PUBLIC FUNDING POLICIES

Grace Ladeira GARBACCIO, Lorenzo-Mateo Bujosa VADELL, Paula MENDONÇA, Thais Maria Riedel de Resende ZUBA

Resumo


Objective: Regarding the global pandemic scenario, the aim of this article is not only to describe the old and current outlines of the civil public managers’ responsibilities but also understanding at which level they are responsible by their choices and legal motivations, as well as when they can be considered responsible under contemporary circumstances. Even though the initial hypothesis is the most varied from common perception, the real answer to the problem comes from scientific research.

Methodology: Considering the dogmatic methodology of deductive and exploratory research, in which the construction of concepts in legislation, doctrine, and jurisprudence.

Result: It will be demonstrated – in a concise and structured way – that the motivation of public agents' decisions is very important to determine the degree and how they will take responsibilities. 

Contribution: The article represents an innovative and highly relevant theoretical tool in view of the COVID-19 pandemic context, explored in the national academic debate, to understand the process of interpretation and accountability of public agents. The present study, therefore, may be of great value to guide the application of the device in this specific context.

Keywords: Responsibility; Motivation; Public funding policy; Pandemic; Public agent.

  

RESUMO

Objetivo: Diante do cenário da pandemia que se instaurou em âmbito global, o escopo precípuo deste artigo passa a ser, além de descrever os antigos e atuais contornos da responsabilidade civil do gestor público, de entender como os mesmos podem ser responsabilizados na motivação de suas escolhas, bem como em que momento isso pode/deve acontecer. As hipóteses iniciais podem ser as mais variadas oriundas de uma percepção comum.

Metodologia: A real resposta ao problema vem a partir de uma pesquisa científica, considerando a metodologia dogmática de pesquisa dedutiva e exploratória, na qual se demonstrará a construção de conceitos na legislação, na doutrina e na jurisprudência de forma concisa e estruturada

Resultado: O artigo evidenciará que a maneira pela qual se constrói a motivação das decisões dos agentes públicos é determinante no grau e na forma de sua responsabilização. 

Contribuição: O artigo representa uma ferramenta teórica inovadora e de grande relevância tendo em vista o contexto de pandemia da COVID-19, explorado no debate acadêmico nacional, para entender o processo de interpretação e responsabilização dos agentes públicos. O presente estudo, por este motivo, poderá ser de grande valia para orientar a aplicação do dispositivo nesta conjuntura específica.

Palavras-chave: Responsabilização; Motivação; Política pública de fomento; Pandemia; Agente público.

 


Palavras-chave


Responsibility; Motivation; Public funding policy; Pandemic; Public agent

Texto completo:

PDF (English) PDF

Referências


ALEMANHA. Bürgerliches Gesetzbuch von 18. Aug. 1896. Herausgeben von Heinrich von Spreckelsen. Stuttgart, Reclam, 2019.

ALEXY, Robert. Sistema jurídico, princípios jurídicos y razón practica. In: Derecho y razón practica. México: Distribuiciones Fontanamara, 1993.

BRASIL, Supremo Tribunal Feral (1ª Turma). Recurso Extraordinário 327904.Autor: José Afonso da Silva. Recorrente: Associação de Caridade da Santa Casa de Misericórdia de Assis. Recorrido José Santili Sobrinho. Relator: Min. Ayres Brito. 15 ago. 2016. Diário Oficial de Justiça da União, Brasília, DF, 9 set. 2006. Available at : https://jurisprudencia.s3.amazonaws.com/STF/IT/RE_327904_SP-_15.08.2006.pdf?Signature=n3O9K99uhHOFP5E%2BHULuAYNvtH0%3D&Expires=1597457261&AWSAccessKeyId=AKIARMMD5JEAO765VPOG&response-content-type=application/pdf&x-amz-meta-md5-hash=20588e54c7b0a35368bf428ebf390551. Access on: 14 Aug. 2020.

BONNA, Alexandre Pereira. Direito de danos, políticas públicas e a COVID-19: a pandemia que exige um novo conceito de responsabilidade civil. In: RÊGO MONTEIRO FILHO, Carlos Edison (Coord.); ROSENVALD, Nelson (Coord.); DENSA, Roberta (Coord.). Coronavírus e responsabilidade civil: impactos contratuais e extracontratuais. Indaiatuba, SP: Editora Foco, 2020

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO, 2020. Autos Eletrônicos do Processo Digital do Projeto de Lei 217/2020. Available at : file:///C:/Users/WorkStation/Downloads/ProcessoDigital_PL_217_2020%20(1).pdf. Access on; 1 Mar. 2021.

CANADA. Code Civil du Québec. Québec, Editeur officiel du Québec, 2020.

DEZAN, Sandro Lucio. O que é jusnaturalismo? Um olhar pela ótica da adminsitração pública. Revista de direitos fundamentais e democráticos, [S.I], vol. 25, n. 01, 2020. Available at : https://revistaeletronicardfd.unibrasil.com.br/index.php/rdfd. Access on: 14 Aug. 2020.

DEZAN, Sandro Lucio. O conteúdo valorativo da norma jurídica: a fenomenologia do direito e os valores axionáticos para uma juridicidade concretista da administração pública. 2017. Tese (Tese de Doutorado em Direito) – Universidade Federal de Vitória, Vitória ES, 2017.

DIÁZ, Alberto Júlio. Responsabilidade Coletiva. Belo Horizonte: Del Rey,1998.

DULLIGER, Silvia. Bürgerliches Recht. Band Zwei. Schuldrecht: Allgemeiner Teil. 4th ed. Áustria, Springer-Verlag/Wien, 2020.

EHHARDT JR. Marcos Augusto de. Responsabilidade Civil pelo inadimplemento de boa-fé (Tese de Doutorado em Direito). 2010. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2011.

EHHARDT JR. Marcos Augusto de. Responsabilidade Civil pelo inadimplemento de boa-fé. 2nd ed. São Paulo, Fórum, 2017.

FARIAS, Cristiano Chaves de. BRAGA NETTO, Felipe Peixoto. ROSENVALD, Nelson. Novo Tratado de responsabilidade civil. São Paulo: Atlas, 2015.

FRANÇA CAMPOS; Aline. BERLINI, Luciana Fernandes. Tomada de Decisão apoiada: a responsabilidade civil do apoiador e do apoiado empresário. In: Responsabilidade Civil: novos Riscos. São Paulo: Foco, 2020.

FREITAS, Juarez. As políticas públicas e o direito fundamental à boa administração. Revista do Programa de Pós Graduação em Direito da UFC, v.35.1, jan/jun. 2015, p. 195-217.

HLAWON, Martin. JAILLET, Laura. Staatsrecht in Grundzügen. Staatsecht in Grundzügen/ Droit constitutionnel. Sarre, Deutschland. Étude Juridique Franco-Allemand, v. 12, n. 2., 2016. Available at : http://www.cjfa.eu. Access on: 14 Aug. 2018.

ITALIA, 2020. Codice Civile. Regio Decreto de 16 mar. 1942. Roma, addi’ 16 marzo 1942. Diario officiale del Italia. Available at : https://www.studiocataldi.it/codicecivile/codice-civile.pdf. Access on: 24 Feb. 2021.

JUSTEM FILHO, Marçal. Curso e Direito Administrativo. [livro eletrônico] 5th ed. São Paulo: Thomson Reuters Brasil, 2018

KELLER, Alfred. WEBER, Stephan, CHAPPUIS, GUY. Dispositions de responsabilité civile. 14th ed. Berna, Ausgereicht: Stämpflis Editions S.A, 2018.

LACROIX, Mariève. Le fait générateur de responsabilité civile extracontractuelle : L’illicéité à la faute simples au regard de l’article ‘457 Code Civil de Québec. [S.I], Revue Juridique Thémis, v. 46, n. 1, p. 39-54, 2012. Available at : https://ssl.editionsthemis.com/revue/article-4837-le-fait-generateur-de-responsabilite-civile-extracontractuelle-personnelle-continuum-de-lrilliceite-a-la-faute-simple-au-regard-de-lrarticle-1457-c-c-q-.html. Access on: 14 Aug. 2020.

LACROIX, Mariève. La relativité aquilienne en droit de la responsabilité civile – analyse comparée des systèmes germanique, canadien et Québécois. McGill law journal - Revue de droit de McGill. Montréal, vol. 52, n. 02, p. 425-474, 2013.

LORENZETTI, Ricardo Luís. O Direito e o Desenvolvimento Sustentável - Teoria Geral do Dano Ambiental Moral, in: Revista de Direito Ambiental. v. 07, nº 28, São Paulo: RT, out/dez 2002.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de direito administrativo. 29th ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2011.

MINISTÉRIO PÚBLICO DE MINAS GERAS. RECOMENDAÇÃO Nº 11/2019. Available at :https://www.mpmg.mp.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=8A91CFA96938453C 016940F59C8F41C. Access on: 23 jul. 2019.

MUNICÍPIO DE SÃO PAULO. Projeto de Lei Municipal nº 217, dated 3 Apr. 2020. Autoria dos Deputados José Police Neto e Fernando Holiday. Institui o Plano Emergencial de Ativação Econômica na Cidade de São Paulo.

PEREIRA, CAIO MÁRIO DA SILVA. Responsabilidade civil. 11th ed. São Paulo: Forense, 2018.

OLICE NETO, José. Plano de ativação econômica passa na CCJ e avança na Câmara. Available at : https://www.policeneto.com.br/plano-de-ativacao-economica-passa-na-ccj-e-avanca-na-camara/ Access on: 10 sept. 2020.

ROSENVALD, Nelson; FARIAS, Cristiano Chaves de; BRAGA NETTO, Felipe Peixoto. Novo Tratado de Responsabilidade Civil. 3rd. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

ROSENVALD, Nelson; MONTEIRO FILHO, Rêgo; DENSA, Robera. Corona vírus e Responsabilidade contratuais e extracontratuais. São Paulo, Foco, 2020

PEREIRA, CAIO MÁRIO DA SILVA. Responsabilidade civil. 11th ed. São Paulo: Forense, 2018.

SIRENA, Pietro. Il concetto di danno. Rassegna di diritto civile, Napoli, n. 2, p. 453-565, 2019.

SUIÇA, Loi Fédérale complétant de Code Civil Suisse de 30 mars de 1911. Journal de L’Assemblée Fédérale de la Confédération Suisse, Genèvre, 10 décembre 1907. Available at : https://www.fedlex.admin.ch/eli/cc/27/317_321_377/fr#a321a;. Access on: 22. jun. 2021.

WERRO, Franz. La responsabilité civile. 3rd. ed. Berna: Stämpflis Editions S.A., 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.21902/revistajur.2316-753X.v2i64.5092

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Jurídica e-ISSN: 2316-753X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.