O PRINCÍPIO DA SUPREMACIA DO INTERESSE PÚBLICO: UMA NOVA ABORDAGEM EM RAZÃO DA PANDEMIA DA COVID-19

Isabela Bonfá de JESUS, Aline Martinez HINTERLANG, Gabriela DONATE

Resumo


Objetivo: Analisar o conteúdo do princípio da supremacia do interesse público e a sua aplicação na realidade atual em face da pandemia do COVID-19 nas relações jurídicas tributárias. 

Metodologia: Trata-se de pesquisa de perfil exploratório, qualitativa, baseada no método dedutivo, com técnica de pesquisa bibliográfica e normativa. 

Resultados: Apresentar uma nova abordagem da ideia de interesse público, voltada à perspectiva do desenvolvimento e convergência de interesses. Demonstrar que a crise generalizada promovida pela pandemia da COVID-19 confirma os efeitos positivos desta nova abordagem, especialmente nas relações jurídicas tributárias.

Contribuições: A atuação dos entes tributantes em estabelecer normas que flexibilizam as relações jurídicas tributárias em face da pandemia do COVID-19 promovem resultados positivos aos contribuintes e a sociedade.

Palavras-Chave: Interesse público; Desenvolvimento; Direito tributário; Covid-19

 

ABSTRACT

Objective: To analyze the content of the principle of the supremacy of the public interest and its application in the current reality in the face of the COVID-19 pandemic in tax legal relations

Methodology: This is an exploratory, qualitative research based on the deductive method, with bibliographic and normative research technique.

Results: Present a new approach to the idea of public interest, focused on the perspective of development and convergence of interests. Demonstrate that the widespread crisis promoted by the COVID-19 pandemic confirms the positive effects of this new approach, especially on tax legal relations. 

Contributions: The role of tax authorities in establishing rules that make tax legal relations more flexible in the face of the COVID-19 pandemic promotes positive results for taxpayers and society.

Keywords: Public interest; Development; Tax law; Covid-19


Palavras-chave


INTERESSE PÚBLICO; DESENVOLVIMENTO; DIREITO TRIBUTÁRIO; COVID-19.

Texto completo:

PDF

Referências


ÁVILA, Humberto. Teoria dos Princípios- da definição à aplicação dos princípios jurídicos. 17ª ed. Malheiros. São Paulo. 2016.

ÁVILA, Humberto. Repensando o “princípio da supremacia do interesse público sobre o particular”. Revista Eletrônica sobre a Reforma do Estado. Salvador-BA. Número 11. Set-Nov/2007.

BANDEIRA DE MELLO, Celso Antonio. Curso de Direito Administrativo. São Paulo: Malheiros. 34ª ed. 2019.

BINEMBOJM, Gustavo. Da supremacia do interesse público ao dever de proporcionalidade: um novo paradigma para o Direito Administrativo. In: SARMENTO, Daniel (Org.). Interesses públicos versus interesses privados: descontruindo o princípio da supremacia do interesse público. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2005.

BOBBIO, Norberto. Estado, governo, sociedade. Fragmentos de um dicionário político. 23ª ed. São Paulo: Paz e Terra. 2020.

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. O princípio da supremacia do interesse público. Revista Interesse Público. Belo Horizonte, n. 56, p. 40-41, jul.ago 2009.

FRANÇA, Phillip Gil. Ato administrativo e interesse público: gestão pública, controle judicial e consequencialismo administrativo. 3ª ed. São Paulo: Revista dos Tribunais. 2017.

GABARDO, Emerson; HACHEM, Daniel Wunder. O suposto caráter autoritário da supremacia do interesse público e das origens do direito administrativo: uma crítica da crítica. In: BACELLAR FILHO, Romeu F; HACHEM, Daniel W. (Coords.). Direito Adminitrativo e Interesse Público. BH: Fórum, 2010.

HACHEM, Daniel Wunder. Princípio constitucional da supremacia do interesse público: Belo Horizonte: Fórum, 2011.

HAEBERLIN, Mártin; COMIM, Flávio. Todos e cada um de nós: o interesse público como critério de desenvolvimento humano. Revista Brasileira de Políticas Públicas. Brasilia. v.10. n.1. p. 43-67. 2020.

JUSTEN FILHO, Marçal. Conceito de interesse público e apersonalização do direito administrativo. Revista Trimestral de Direito Público. São Paulo: Malheiros. v. 26.

MELO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de Direito Administrativo. 29ª ed. São Paulo: Malheiros, 2012.

MUNOZ, Jaime Rodríguez-Arana. El concepto del derecho administrativo y el proyecto de Constitución Europea. A&C- Revista de Direito Administrativo e Constitucional. Belo Horizonte. N. 23. P. 13-14. Jan.mar.2006.

PIKETTY, Thomas. Capital e ideologia. 1ª ed. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2020.

ROSS, Alf. Direito e justiça. Tradução de Edson Bini. Bauru: Edipro, 2003.

SCHOUERI, Luís Eduardo. Tributação e Indução Econômica: Os efeitos econômicos de um tributo como critério para sua constitucionalidade. In FERRAZ, Roberto Catalano Botelho (coord.)- Princípios e Limites da Tributação 2- Os princípios da Ordem Econômica e Tributação. São Paulo: Quartier Latin, 2009.

SEN, Amartya Kumar. Desenvolvimento como liberdade. São Paulo: Companhia das letras, 2000.

TORRES, Ricardo Lobo. A ideia de liberdade no Estado Patrimonial e no Estado Fiscal. Rio de Janeiro: Renovar, 1991.

______, Ricardo Lobo. Os Direitos Humanos e a Tributação. Renovar: Rio de Janeiro, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.21902/revistajur.2316-753X.v1i63.4861

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Jurídica e-ISSN: 2316-753X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.