DEMOCRACY IS MORE THAN CHOICE: THE NECESSITY OF VOICE

Augustus Benner COCHRAN III

Resumo


ABSTRACT

This article has taken into account the analysis of participatory democracy and how the courts' tendency to read the protection of outlaws reflects the long-standing implicit prejudices of judges for old and pre-democratic hierarchical structures in the workplace. More recent issues concerning employees, however, have added a new element, the predominance of neoliberal thinking, not only in the law, but also in social relations and self-understanding in general. From a bibliographical analysis, we conclude that Neoliberal choice is not enough; genuine democracy requires voice as well. However, it is useful to know that this is the view of the market participants, as well as the producers, citizens, students, etc. The ancient Greeks knew that we were political people, living in communities, and that to be free, we need to play active roles in governing ourselves.

KEYWORDS: Participative Democracy; Neoliberalism; Contemporaneity.

 

RESUMO

Este artigo tomou em consideração a análise da democracia participativa e a forma como a tendência dos tribunais para ler a proteção dos fora da lei reflete os preconceitos implícitos de longa data dos juízes para as estruturas hierárquicas antigas e pré-democráticas no local de trabalho. Mais recentes questões relativas aos empregados, no entanto, acrescentaram um novo elemento, o predomínio do pensamento neoliberal, não só na lei, mas também nas relações sociais e na autocompreensão em geral. A partir de uma análise bibliográfica, concluímos que a escolha neoliberal não é suficiente; A democracia genuína exige voz também. No entanto, é útil saber que esta é a visão dos participantes do mercado, bem como dos produtores, dos cidadãos, dos estudantes, etc. Os gregos antigos sabiam que éramos pessoas políticas, vivendo em comunidades e que, para sermos livres, nós precisamos desempenhar papéis ativos em se governar.

PALAVRAS-CHAVE:  Democracia Participativa; Neoliberalismo; Contemporaneidade.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .