A ATIVIDADE JURISDICIONAL COMO PARADIGMA PARA A CONSOLIDAÇÃO DEMOCRÁTICA: A (NÃO) SUPERAÇÃO DO ATIVISMO JUDICIAL PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL.

Valéria Ribas do NASCIMENTO, Marília do Nascimento PEREIRA

Resumo


RESUMO

O presente estudo científico busca analisar a evolução do Estado e da Jurisdição constitucional com vistas a elencar as heranças desses momentos na atividade jurisdicional atual. Desta forma, apresenta-se uma diferenciação entre ativismo judicial e judicialização da política. Com vistas a apontar em que medida a superação ou mantença do ativismo judicial afeta a construção de uma jurisdição democrática, pretende-se destacar quais seriam os paradigmas para uma decisão adequada ao Estado Democrático de Direito. Aduz-se para a necessidade de uma jurisdição que aplique uma filtragem constitucional e distancie-se dos decisionismos baseados no protagonismo judicial. Conclui-se pelo uso do método de pesquisa hermenêutico fenomenológico para apropriação adequada do direito juntamente com o contexto histórico e social.

 

PALAVRAS-CHAVE: Ativismo judicial; Jurisdição; Constituição.

 

ABSTRACT

This scientific study is to analyze the evolution of the state and constitutional jurisdiction with a view to listing the legacies of those times in the current judicial activity . Thus , it presents a distinction between judicial activism and legalization of politics . In order to point out the extent to overcoming or maintenance of judicial activism affects the construction of a democratic jurisdiction it is intended to highlight what are the paradigms for a proper decision to democratic state . It adds to the need for a court to apply a constitutional filtering and distance yourself from it based decisionismos the judicial role. We conclude by use of the hermeneutic phenomenological research method for proper ownership right along with the historical and social context.

 

KEYWORDS: Judicial activism;  Jurisdiction; Constitution.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Revista Jurídica e-ISSN: 2316-753X

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.