ESTUDO DE CASO: A INTERNACIONALIZAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE DIFERENCIAÇÃO DE MERCADO NA INDÚSTRIA DA METALURGIA

Daniel Ferreira Santos, Filinto Jorge Eisenbach Neto

Resumo


O país tornou-se nos últimos anos um país com grande atratividade por parte dos investidores com capital externo, devido a sua estabilidade econômica, porém também vem buscando cada vez mais o processo de expansão para além de suas fronteiras, sendo assim o presente artigo busca apresentar quais são as estratégias de internacionalização adotadas e apresenta um estudo de caso do Grupo Gerdau S.A., importante empresa do setor de metalurgia. No presente estudo abordasse as questões relacionadas às características e fundamentos teóricos relacionados à Internacionalização da presente empresa brasileira e dessa forma visa contribuir para o debate teórico relativo ao tema, onde se evidencia ser de grande importância no cenário cada vez mais globalizado. A pesquisa será realizada por meio de um estudo de caso, por meio de um estudo bibliográfico. Fica como sugestão para estudos futuros a indicação de que devem ser estudadas outras empresas de outros setores para saber se o processo de internacionalização se da no mesmo modelo da Gerdau.

Texto completo:

PDF

Referências


COOPER, D. R.; SCHINDLER, P. S. Métodos de Pesquisa em Administração. 7 ed. Porto Alegre: Bookman, 2003.

DUNNING, J.H. Toward an eclectic theory of international production: some empirical tests. Journal of International Business Studies, v. 11, n. 1, p. 9-31, 1980.

FACHIN, O. Fundamentos de metodologia. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

FREIRE, C. M. Internacionalização de empresas brasileiras: o caso de O Boticário. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro: COPPEAD/UFRJ, 2001.

FERNANDES, Fátima. Protecionismo disfarçado cresce aos poucos. Folha de São Paulo. São Paulo, 10 mar. 2002. p. B4.

FUNDAÇÃO DOM CABRAL. Núcleo de Negócios Interncionais. Disponível em: < http://www.fdc.org.br/pt/pesquisa/internacionalizacao/Paginas/default.aspx>. Acesso em 10 de set. 2012.

GAMMELTOFT, P.; BARNARD, H.; MADHOK, A. Emerging multinationals, emerging theory: macro and micro-level perspectives. Journal of International Management, v.16, n.1, p. 95-101, 2010.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

HAMEL, G.; PRAHALAD C.K. Competindo pelo futuro: estratégias inovadoras para obter o controle do seu setor e criar os mercados de amanhã. Rio de Janeiro: Ed. Campos, 1995.

HARRISON, J. S. Administração estratégica de recursos e relacionamentos. Porto Alegre: Ed. Bookman, 2005.

HYMER, S. Empresas multinacionais: a internacionalização do capital. Rio de Janeiro: Ed. Graal, 1978.

JOHANSON, J.; VAHLNE.; The internationalization process of the firm: a model of knowledge development and increasing foreign market commitments. Journal of International Business Studies, v.8, n.1, p. 25-34, 1977.

____. The mechanism of internationalization. International Marketing Review, v.7 n.4, p. 11-24, 1990.

____. The Uppsala Internationalization process model revised: From liability of foreignness to liability of outsidership. Journal of International Business Studies, v.40, p. 1411-1431, 2009.

JOHANSON, J.; WIEDERSHEIM – P. F. The internationalization of the firm: four Swedish cases. Journal of Management Studies, v. 12 p. 305-322, 1975.




DOI: http://dx.doi.org/10.21902/AdminRev.2316-7548.v1i20.542

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Administração de Empresas em Revista, e-ISSN: 2316-7548

Rua Chile, 1678, Rebouças, Curitiba/PR (Brasil). CEP 80.220-181

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.