O PROJETO HEGEMÔNICO DOS ESTADOS UNIDOS E AS RAÍZES DO TERRORISMO: UMA CRÍTICA À PRESENÇA OCIDENTAL NO ORIENTE MÉDIO

Vinicius Altair Scaramella Maros, Andrew Patrick Traumann

Resumo


O presente artigo visa a apresentar uma análise histórica acerca das raízes do terrorismo árabe e o papel desempenhado pelos Estados Unidos e demais potências ocidentais na formação do Oriente Médio presente. Tece-se uma crítica a partir dos acontecimentos mais relevantes aglomerados nos últimos cem anos de presença estrangeira na região e, apoiado em argumentos que se debruçam sobre questões sociais, políticas e econômicas intimamente ligadas ao projeto hegemônico norte-americano que tomou forma após 1945, refuta as teorias que levantam a divergência religiosa e cultural como determinantes do terrorismo. O arcabouço teórico do artigo foi construído a partir da consulta às obras de referência nas Relações Internacionais. Também, o autor empreendeu o estudo de vários casos correlacionados às especificidades do tema, tendo para tanto, consultado artigos científicos publicados em diferentes bancos acadêmicos do mundo. Além disso, é notória a presença de dados e documentos históricos compilados por meio da consulta aos bancos disponibilizados por organizações internacionais. Definidos os traços teóricos e reunidos os dados, o autor passou a confrontá-los segundo o método dedutivo de pesquisa para apresentar críticas e conclusões no artigo.


Referências


BAIROCH, Paul. Economic and world history: myths and Paradoxes. Chicago: University of Chicago Press, 1993.

CARTER, Jimmy. A cruel and unusual record. The New York Times.2012 Disponível em:http://www.nytimes.com/2012/06/25/opinion/americas-shameful-human-rights-record.html?_r=0 Acesso em: 20 de abril de 2016.

CHOMSKY, Noam. Poder e terrorismo. Rio de Janeiro: Record, 2005.

CRS, Congressional Research Service. Democracy promotion: cornerstone of U.S. foreign policy? CRS Report for Congress, 2007. Disponível em: https://www.fas.org/sgp/crs/row/RL34296.pdf Acesso em: 10 de março de 2016.

DOOSTDAR, Alireza. How not to understand isis. Jadaliyya,2014. Disponível em: http://www.jadaliyya.com/pages/index/19485/how-not-to-understand-isis Acesso em: 29 de abril de 2015.

ELNUR, Ibrahim. 11 semtember and the widening north-south gap: root causes of terrorism in the global order. Arab Studies Quarterly, 2003. Disponível em: http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=afh&AN=10765073&lang=pt-br&site=ehost-live Acesso em: 08 de março de 2016.

FELDBERG, Samuel. Acordo sykes-picot (1916). História da Paz. 2.ed. Org. por Demétrio Magnoli. São Paulo: Contexto, 2012.

FISHER, W.B. The Middle East: A Physical, Social and Regional Geography. New York, 1950.

FROMKIN David. Paz e guerra no oriente médio. 1.ed. Rio de Janeiro: Contraponto Editora, 2008.

GALVÃO, Tiago Gehre. Responsabilidade sistêmica e o conflito no Oriente Médio. Meridiano 47 - Boletim de Análise de Conjuntura em Relações Internacionais, 2009. Disponível em: http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=foh&AN=41135921&lang=pt-br&site=ehost-live. Acesso em: 15 de março de 2016.

GARDNER, David. Middle East cracking up. Financial Times, 2013. Disponível em: http://www.ft.com/intl/cms/s/0/82550c80-4c7e-11e3-958f-00144feabdc0.html#slide3 Acesso em: 10 de abril de 2016.

HARVEY, David. O novo imperialismo. 1 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

HOBSBAWM, Eric. A era dos impérios 1875-1914. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

HOBSBAWM, Eric. Globalização, democracia e terrorismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

HOLBROOK, Richard. Washington’s battle over Israel’s birth. Washington Post, 2008. Disponível em: http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2008/05/06/AR2008050602447.html Acesso em: 07 de abril de 2016.

HOURANI, Albert. Uma história dos povos árabes. 1.ed. São Paulo: Companhia de Bolso, 2006.

HUNTINGTON, Samuel. O choque de civilizações e a recomposição mundial. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 1997.

KHALIL, OSAMAH. The Crossroads of the World: U.S. and British Foreign Policy Doctrines and the Construct of the Middle East, 1902–2007. 2014, Diplomatic History. Disponível em: http://web.b.ebscohost.com/ehost/detail/detail?vid=2&sid=26c4348b-3c54-405f-b9d75ef8d45cd5cf%40sessionmgr107&hid=102&bdata=Jmxhbmc9cHQtYnImc2l0ZT1laG9zdC1saXZl#AN=94997883&db=afh Acesso em 25 de abril de 2016.

LAYNE, Christopher. This Time It's Real: The End of Unipolarity and the Pax Americana. International Studies Quarterly, 2012.Disponível em: http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=afh&AN=73489764&lang=pt-br&site=ehost-live Acesso em: 01 de maio de 2016.

LITTLE, Douglas. Mission Impossible: The CIA and the Cult of Covert Action in the Middle East. Diplomatic History. Nov. 2004. Disponível em: http://web.b.ebscohost.com/ehost/pdfviewer/pdfviewer?sid=26c4348b-3c54-405f-b9d7-5ef8d45cd5cf%40sessionmgr107&vid=6&hid=102 Acesso em: 12 de abril de 2016.

MAHAN, Alfred Thayer. The persian gulf and international relations. The National Review. Disponível em: https://archive.org/details/retrospectprosp00maha Acesso em: 15 de março de 2016.

McCANTS, William. Islamic Scripture Is Not the Problem. Foreign Affairs. 2015.Disponível em: http://web.a.ebscohost.com/ehost/pdfviewer/pdfviewer?sid=0ac88a4d-81e1-49d2-95b7-c8465ac1509c%40sessionmgr4002&vid=4&hid=4204 Acesso em: 28 de março de 2016.

MONIZ BANDEIRA, Luiz Alberto. A segunda guerra fria: geopolítica e dimensão estratégica dos Estados Unidos – Das rebeliões na Eurásia à África do Norte e ao Oriente Médio. 2 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014.

MORGENTHAU, Hans. A política entre as nações: a luta pelo poder e pela paz. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo; Editora Universidade de Brasília, 2003.

MOTHANA, Ibrahim. How Drones Help Al Qaeda. The New York Times, 2012. Disponível em: http://www.nytimes.com/2012/06/14/opinion/how-drones-help-al-qaeda.html?_r=0 Acesso em: 07 de maio de 2016.

MUIR, Irbil. O polêmico acordo feito há 100 anos na raiz de conflitos no Oriente Médio. BBC Brasil, 2016. Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/internacional-36320891 Acesso em: 18 de maio de 2016.

NASSER, Reginaldo. O Que Move o Estado Islâmico? Carta na Escola. São Paulo. 2014. Disponível em: http://www.cartaeducacao.com.br/aulas/o-que-move-o-%E2%80%A8estado-islamico/ Acesso em: 23 de abril de 2016.

OPEC. Monthly oil market report. Disponível em: http://www.opec.org/opec_web/static_files_project/media/downloads/publications/MOMR_032003.pdf Acesso em: 01 de maio de 2016.

PRITCHETT, Lant. 1997 Divergence, big time. The Journal of Economic Perspectives, 1997. disponível em: http://www.econ.nyu.edu/user/debraj/Courses/Readings/Pritchett.pdf?seq=14 Acesso em: 05 de maio de 2016.

QUATAERT, Donald. O império otomano: das origens ao século XX. São Paulo: Edições 70, 2008.

RATO, Vasco; SOLLER, Diana. A Grande Estratégia Americana no Médio Oriente. 2008. Disponível em http://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/509/1/NeD121_VascoRato_DianaSoller.pdf Acesso em 25 de abril de 2016.

SAID, Edward. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

SCALERCIO, Márcio. Oriente médio: uma análise reveladora sobre dois povos condenados a conviver. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

SHINDLER, Collin. A history of modern Israel. New York: Cambridge University Press, 2013.

SHLAIM, Avi. A muralha de ferro: Israel e o mundo árabe. Rio de Janeiro: Fissus Editora, 2004.

SHRESTHA, Nanda; GRAY, Kenneth. Clash of civilizations or cartography of U.S global domination? International Journal on World Peace, 2006. Disponível em: http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=afh&AN=24104156&lang=pt-br&site=ehost-live Acesso em: 04 de março de 2016.

SIMON, Steven; STEVENSON, Jonathan. The End of Pax Americana. (Cover story). Foreign Affairs. 2015. Disponível em: https://www.foreignaffairs.com/articles/middle-east/end-pax-americana. Acesso em: 15 de abril de 2016.

UNHCR. UNHCR subregional operations profile - Middle East. Disponível em: http://www.unhcr.org/pages/49e45ade6.html# Acesso em: 03 de maio de 2016.

UNITED NATIONS. The plan of partition and end of the british mandate. Disponível em: http://www.un.org/Depts/dpi/palestine/ch2.pdf. Acesso em: 15 de março de 2016.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .